Tholpavakoothu

Tholpavakoothu é um teatro de marionetas de sombra executado com marionetas de couro. É um ritual religioso dedicado a Bhadrakali e é executado nos templos Devi, em teatros construídos especialmente para o efeito, e designados por koothumadams. Esta forma de arte é especialmente popular em Palakkad, Thrissur e Malappuram. O palco tem uma tela, um pedaço de pano branco, atrás do qual os artistas executam a história, iluminados por 21 lâmpadas acesas em metades de coco ou lâmpadas de barro. Um espectáculo completo de Tholpavakoothu, encenando todos os episódios do Ramayana, demora 21 dias para completar, com nove horas de actuação todos os dias, e requer de 180 a 200 marionetas.

Tholpavakoothu

Visitei a família de Ramachandran Pulavar, que há mais de 800 anos tem o dever de percorrer os templos Devi de Thrissur e representar este espectáculo. Ramachandran e vários dos seus filhos mostraram-me a oficina, onde fazem as marionetas, e fizeram uma pequena demonstração do espectáculo. Mostraram-me como se constrói a marioneta e como se manipula por trás da tela.

Tholpavakoothu

Depois saí, juntamente com a família, para o templo onde iam representar nessa noite. Foi um momento memorável porque o templo tinha já um grupo de homens a fazer  uma actuação de Panchavaadyam, com apenas meia dúzia de pessoas a assistir. Esperamos alguns minutos enquanto montavam o espectáculo. A maioria das vezes actuam a noite toda sem ter ninguém a assistir.

– Porquê? – perguntei eu.

– Para agradar os deuses. É assim há séculos. – Diz-me Ramachandran.

Tholpavakoothu

O teatro koothumadam estava vazio e assim iria permanecer. Os jovens já não gostam destas representações longas no templo. Preferem a televisão, internet e o computador. Sinais dos tempos. O koothumadam tem 42 pés de comprimento e no qual o Tholpavakoothu é realizado.

Tholpavakoothu

Tholpavakoothu

Tholpavakoothu

Tradicionalmente, os desempenhos começam à noite e continuam até ao alvorecer. O espectáculo começa com um kelikottu e uma invocação chamada kalarichinthu. As performances são feitas de Janeiro a Maio e durante os Poorams. Um desempenho de Tholpavakoothu pode durar 7, 14, 21, 41 ou 71 dias, dependendo da tradição do templo onde é realizado. Continua a ser executado em mais de uma centena de templos em Querala.

Tholpavakoothu

O Tholpavakoothu é o conjunto da representação das marionetas, acompanhada pela recitação de Slokas. Para tal, os artistas são obrigados a aprender mais de 3000 Slokas antes de executar o Tholpavakoothu. A recitação é acompanhada por instrumentos como chenda, maddalam, ezhupara, ilathalam e cherukuzhal.

Tholpavakoothu

Acredita-se que o Tholpavakoothu teve origem no século IX a.C. Usa Kamba Ramayana como seu texto básico, usando palavras de Tamil, Sânscrito e Malayalam, e é uma encenação milenar.

Tholpavakoothu

De acordo com a lenda, Tholpavakoothu foi executado a pedido de Bhadrakali, que não pôde testemunhar a matança de Ravana enquanto lutava com o demónio Darika. Assim, quando o Tholpavakoothu é realizada em templos, um ídolo da Deusa é geralmente colocado num pedestal na frente da arena onde é encenado.

Tholpavakoothu

As marionetas usadas ​​em Tholpavakoothu costumavam ser feitos de pele de veado ou búfalo, mas agora são feitas de pele de cabra e pintadas com corantes vegetais. As marionetas podem atingir quase um metro e são controladas usando duas varas. Para se tornar um marionetista de Tholpavakoothu são necessários 6 a 10 anos de treino rigoroso, já que é necessário dominar completamente esta arte e ser capaz de conhecer os textos sagrados.

Tholpavakoothu

Ramachandran Pulavar, o marionetista que conheci, nasceu numa família tradicional com um fundo histórico rico, e estudou Tholpavakoothu com um  guru (o seu pai) a partir dos seis anos de idade. Ele é a 11ª geração dos seguidores que foram dotados de habilidades e talento nesta forma de arte. Ramachandra Pulavar actua nos diversos templos de Querala com os seus filhos. Vê-lo foi um privilégio que só consegui graças à The Blue Yonder.